sábado, 11 de julho de 2009

O CANTO DOS CISNES

Sou um apaixonado pela história da Igreja Cristã. Embora não seja um erudito no assunto, gosto de ler a respeito de como a Igreja do Senhor Jesus viveu a vida no seu tempo. Uma das coisas que marca a vida de homens e mulheres que fizeram esta história é o sofrimento. Quando falo de sofrimento não me refiro ao sofrimento vindo da perseguição produzida por governos tiranos ou por outros grupos religiosos. Falo do sofrimento pessoal, tais como doenças físicas, aflições, doenças emocionais como a depressão, disputas de idéias, problemas familiares. Quando verifico esta história a paz do Senhor inunda o meu ser, pois estou em boa companhia. Em companhia de homens e mulheres vocacionados por Deus para viver a vida do Senhor Jesus aqui na terra e vejo que a Igreja atual também é formada por homens e mulheres que vivem estas circunstancias no seu dia a dia. Alguém chamou ao sofrimento dos cristãos do passado como o "canto dos cisnes" pois estes quando sofrem cantam ainda mais docemente.

Por que falar de sofrimento? A resposta é simples – porque sofremos. Isso não pode ser negado. O sofrimento é parte da vida. Faz parte do processo que Deus usa para nosso crescimento. Isto não significa que devemos buscar o sofrimento para obter algum tipo de benção ou a abundância da graça de Deus. Não, não é isto. Mas a graça de Deus se manifesta no meio deste período de sofrimento. É neste sofrimento que, de maneira figurada digo, Deus nos pega no colo e nos balança com o seu amor. O sofrimento é parte da vida cristã. Sofremos porque Deus permite isto. Negar o sofrimento é negar também o evangelho. Este evangelho nasceu no meio do sofrimento e isso está claro na vida de Jesus e dos apóstolos como também no escritos que estes deixaram.

Podemos citar alguns frutos do sofrimento:

  • Fortalece a certeza que Deus é Soberano sobre todos
  • Abre o entendimento para a vida cristã
  • Fortalece a confiança nas promessas de Deus
  • Mostra que ser cristão é andar contra o vento.

Que Deus nos ajude a descobrir mais e maiores bênçãos durante os períodos de sofrimento.

Assim eu escrevi - jotaeme

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário